Dicas de Segurança - Black Friday

Dicas de segurança para você aproveitar a Black Friday

Por Adriano Rodrigues, publicado em 28 de novembro de 2019


Em tempos de Black Friday, onde muitos sites honestos realmente oferecem descontos de verdade, muitos criminosos e algumas empresas desonestas aproveitam a oportunidade para fazer novas vítimas.

Seja por algumas lojas subirem os preços dos produtos algumas semanas antes, e depois dar um falso desconto, o que conhecemos como "tudo pela metade do dobro", seja por criminosos que tentam roubar seus dados do cartão ou enviar-lhe um boleto falso.

Prevenir é melhor do que remediar, então deixamos a seguir algumas dicas de como se proteger dos abusos e crimes praticados em maior escala nessa época do ano.

Sempre desconfie de descontos muito grandes. Se você sabe que um produto custa em média R$1.000,00, e você encontra um anúncio desse produto por R$400,00, desconfie. Investigue o site, busque por depoimentos de quem já comprou neste site, pesquise pelo nome da loja, veja a reputação da empresa em sites como o Reclame Aqui, e, ainda assim, desconfie.

Para evitar os falsos descontos, onde antes aumentam o preço do produto, para depois oferecerem um suposto desconto, temos alguns sites que mostram o histórico de preços do produto que você está interessado. Confira nestes sites o histórico de preço para saber se realmente estão te dando um desconto vantajoso, ou é apenas conversa fiada. Recomendamos o Buscapé ou o Zoom para este tipo de consulta. O Procon-SP também disponibiliza uma lista de lojas que devem ser evitadas nesta Black Friday. Confira a lista clicando aqui.

Cuidado com sites falsos, que são cópias de sites legais, oficiais. Geralmente, esses sites são idênticos aos oficiais, com as mesmas cores, dizeres, e até um domínio/endereço parecido com os originais. Porém, são sites falsos, criados por criminosos, para roubar dados pessoais e bancários, e muito provavelmente, lhe oferecerão pagamento por boleto, que vai para conta do golpista, e o produto jamais chegará em suas mãos.

Fique de olho no endereço do site em que está navegando. Veja se ao adicionar item no carrinho, ou ser encaminhado para a página de pagamentos, se o domínio (que é o nome do site, que vem antes do “.com” ou “.com.br”) permanece o mesmo. Se perceber que mudou para outro domínio que não parece ter relação com o site em que você estava, cancele a operação.

Confira sempre se aparece o ícone do cadeado ao lado do endereço do site que está visitando. Compre somente em sites que estão protegidos pelo cadeado, que indica que a comunicação entre seu dispositivo e o site está protegida de algum criminoso que tente interceptar as informações trocadas entre você e o site. O HTTP é protocolo padrão de comunicação na rede. O HTTPS é de forma resumida, a versão do HTTP com adição de princípios de segurança, como confidencialidade, integridade e autenticação.

Dê preferência para compras em sites onde oferecem opção de pagamento por cartão. Mesmo que você vá pagar via boleto. Isso porque, para que uma empresa possa receber via cartão, é solicitado pela operadora de pagamentos uma série de documentos da empresa interessada em vender, que comprovem sua situação juntos aos demais órgãos de fiscalização, o que diminui o risco de ser uma empresa de fachada, utilizada por golpistas.

Atualmente, a maioria das empresas de cartão de crédito e principais bancos do país, oferecem aos seus clientes, através de seus aplicativos, a geração de cartões virtuais vinculados aos seus cartões físicos, que normalmente são válidos por curto período de tempo, mantendo assim os dados do seu cartão principal protegidos.

Cuidado com links enviados através de e-mail, SMS, WhatsApp, ou outras redes sociais. Muitas vezes, trata-se de links para sites falsos, para capturar seus dados e infectar seu computador, celular ou tablet. Uma das características dessas falsas mensagens é o erro ortográfico. Se a mensagem possui erros de português, fuja. O Brasil tem sido alvo de intensos ataques desse tipo, que são disseminados pelo WhatsApp, por exemplo, sem mesmo que a vítima saiba que está enviando tais mensagens.

Além dessas dicas, vale ressaltar que você deve utilizar sempre softwares originais, licenciados, e manter seu software antivírus e sistema operacional sempre atualizados, para evitar falhas de segurança exploradas em "cracks" para piratear softwares. Pirataria é crime.

Adriano Rodrigues

Diretor Técnico | Synerly Tecnologia

Voltar e ler outros comunicados

Voltar à página principal de comunicados.


Fale Conosco

Para questões comerciais, entre em contato conosco de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h. Se precisar de alguma ajuda ou suporte, abra um chamado que iremos atendê-lo assim que possível.